Pular para o conteúdo principal

Fanatismo

Existe de todos os tipos e em todos os lugares mais por quê?
Hoje vamos falar sobre um assunto que esta ficando fora de controla em nossa sociedade, o fanatismo pode atingir qualquer pessoa independente de classe social, cor, opção sexual ou religiosa, todos nós estamos cada dia mais suscetíveis a esse fenômeno e irei explicar por que.

No nosso mundo de hoje a pressão que sofremos nos deixam muitas vezes estressados a um ponto em que sentimos que não vamos aguentar, sejam cobranças no trabalho, sejam muitos trabalhos na escola, isso sem contar a cobrança da família, dos amigos e da(o) parceira(o). Junte tudo isso com o curtíssimo tempo que temos para realizar todas essas tarefas e teremos uma pessoa completamente estressada, precisando desesperadamente de uma válvula de escape, e é nesse ponto que o problema surge.

Segundo a psicologia, qualquer ser humano precisa acreditar em algo que seja maior que ele, algumas pessoas sanam essa necessidade com a religião, outras com sonhos difíceis de serem alcançados, outros podem até ser muito fã de algum artista. Até esse ponto não tem nada de errado com a pessoa, mas, hoje em dia muitas pessoas passam desse limite.

Vamos entender um pouco mais sobre fanatismo...

Fanatismo (do francês "fanatisme") é o estado psicológico de fervor excessivo, irracional e persistente por qualquer coisa ou tema, historicamente associado a motivações de natureza religiosa ou política. É extremamente frequente em paranoides, cuja apaixonada adesão a uma causa pode avizinhar-se do delírio.
Na Psicologia, os fanáticos são descritos como indivíduos dotados das seguintes características:

  1. Agressividade excessiva;
  2. Preconceitos variados;
  3. Estreiteza mental;
  4. Extrema credulidade quanto a um determinado "sistema"
  5. Ódio;
  6. Sistema subjetivo de valores;
  7. Intenso individualismo;


Demora excessivamente prolongada em determinada situação/circunstância.
O apego e cultivo, mesmo quando desmesurado, por determinados gostos e práticas (como costuma ocorrer com colecionadores de selos, revistas, etc) não configura, necessariamente, fanatismo. Para tanto, faz-se preciso que a conduta da pessoa seja marcada pelo radicalismo e por absoluta intolerância para com todos os que não compartilhem suas predileções.
De um modo geral, o fanático tem uma visão-de-mundo maniqueísta, cultivando a dicotomia bem/mal, onde o mal reside naquilo e naqueles que contrariam seu modo de pensar, levando-o a adotar condutas irracionais e agressivas que podem, inclusive, chegar a extremos perigosos, como o recurso à violência para impor seu ponto de vista.
Tradicionalmente, o fanatismo aparece associado a temas de natureza religiosa ou política, porém, mais recentemente, ele se tem mostrado também em outros cenários, como os das torcidas de futebol e ídolos da música.
Fonte: Wikipédia

Bem, vamos ver agora um pouco mais sobre os tipos fanatismos mais comuns presentes em nossa sociedade. 

Musical...
Gostar de um artista, acompanhar seu trabalho, comparecer a shows e se divertir com seus amigos é uma atividade muito saudável desde que você não exagere! O fanatismo musical acontece quando uma pessoa gosta tanto de um artista que se torna completamente obsessivo pelo mesmo, fazendo desde se humilhar em publico podendo até o levar a atos de violência. O caso mais comum de fanatismo doentio por um artista é pelo astro teen Justin Bieber. Suas fãs (grande maioria garotas) fizeram uma espécie de fã clube aonde cada uma se intitula Biliber, essas garotas fazem atos insanos pelo seu astro, choram e chegam até a ter convulsões violentas na presença de seu ídolo.
Entendam que para um artista de bom caráter isso é triste e ridículo, o mesmo fica extremamente chateado ao saber que seu trabalho só atrai loucos, então comecem a só ser fãs e não fanáticos, se não vocês vão acabar assim....





Religioso 
 
Provavelmente o mais perigoso entre os fanatismos, esse tipo de fanatismo pode levar a guerras, mortes e muita discórdia. 90% da população mundial creem em Deus e desses 90%, 85% têm o padrão do cristianismo e seus derivados como religião. Não a nada de errado em você crer em Deus, ir ao culto, missa ou qualquer tipo de adoração, desde que você não deixe que isso elimine sua capacidade de raciocínio lógico, ou deixe que a religião decida aonde você vai, com quem você fala e o que você faz. Esse fanatismo é o mais degenerativo, pois ele elimina muitas das características que o tornam único e o moldam para uma filosofia de unidade. Você não esta agradando a Deus e nem a ninguém sendo uma pessoa extremista e tentando converter qualquer pessoa. Todos tem algum tipo de religião, os ateus tem a ciência, mesmo assim somente aceite e goste do que faz não se torne um maluco.


Social 
Aqui nós temos diversos tipos de fanatismo, desde as "tribos" até mesmo de coisas que você idolatra na Tv. O tipo mais comum de fanatismo social no Brasil é pelos times de futebol. Já foram inúmeras as mortes devido a brigas de torcidas rivais. No Brasil, esse é o mais perigoso tipo de fanatismo, um verdadeiro inimigo público. Nós somos criados na cultura da bunda e do futebol, então é normal afirmar que esse fanatismo é apenas recorrência de uma péssima estrutura familiar e um péssimo desenvolvimento social, porém, o mínimo de bom senso e ética impede que as pessoas se ataquem e tentem se matar. Mais nos jogos de futebol a coisa muda de figura, as pessoas se exaltam tanto que chega a isso...


A solução para todos os fanatismos descritos acima é bem simples na verdade, caso seu problema não seja de agressividade desenfreada, nesse caso, procure ajuda psicológica.


Parem de ficar doentes pelas coisas, parem de ser obcecados,  isso prejudica a vocês mesmos, as suas famílias e amigos, e prejudica a sociedade, entenda que para ser fã você não precisa ser louco, basta apoiar o que você gosta e acompanhar. O fanatismo é um distúrbio que pode desencadear vários outros, então comece a revisar seus conceitos e comece a se colocar no lugar das outras pessoas.

Veja também

Por que nosso país é tão corrupto?

Corrupção sub. Feminino : modificação, adulteração das características originais de algo.

A corrupção é algo que afeta a vida de todos nós, mas exatamente o que é corrupção? Nesse artigo especial nós vamos conversar sobre a famosa “raiz do problema” e juntos vamos ter uma reflexão honesta e concreta sobre o que está errado nesse nosso Brasil, pra isso eu preparei um vídeo especialmente pra vocês e se esse artigo tiver um bom feedback vou usar mais esse formado de artigo com vídeo, então espero que gostem e acima de tudo espero que ajude a todos vocês, caros leitores, a refletir sobre nossas mazelas internas e externas.
video aqui




Vai além: Muitos podem estar pensando “você usou só quatro exemplo” Mas se esses quatro, coisas cotidianas que a maioria de nós já deve ter feito ao menos uma vez não foi o suficiente eu preparei uma pequena lista sobre coisas cotidianas que fazemos e que são ilegais:

❎ Furar o sinal vermelhoArt. 208. Avançar o sinal vermelho do semáforo ou o de parada obrigatória…

Mundo Ciência: como extrair DNA humano

Oi pessoal aqui é o Felipe e bem, vocês se lembram do primeiro Mundo Ciência em que eu ensinei vocês a extrair DNA de um morangos? Bem hoje eu irei ensinar a extrair o DNA de humanos, mas calma que você não irá precisar de sangue e nem nada do tipo, então vamos deixar de papo e começar com o experimento.


Para este experimento você vai precisar de:*Álcool
*Detergente
*Sal de cozinha
*Água
*Um bastão de vidro
*Recipientes para por o seu experimento
*Corante(opcional)




Procedimento:1) Pegue dois copos de água e coloque em um recipiente.
2) Adicione mais 1 colher de sal a mistura e mexa-a bem, retire 3 colheres desta mistura e coloque em outro recipiente.
3) Pegue essas 3 colheres da mistura e faça um bochecho por aproximadamente 1 minuto.
4) Coloque a mistura do seu bochecho em um recipiente(de preferencia de vidro para que você possa observar melhor a sua experiência) e coloque mais ou menos 1 gota de detergente, misturando levemente para que não forme bolhas.
5) Separe meio copo de água e coloque a…

Tutorial de como passar na auto escola

Vou aprender a dirigir e agora? (Atualizado, 12/05/2017)
Se sente nervoso por que vai entrar na auto escola? Ou esta inseguro em dirigir por ai mesmo estando habilitado? Não se preocupe, esses são medos comuns e hoje nós vamos mostrar a você tudo que você deve esperar desde a 1º aula até a 1º saída de carro.
Quanto vou gastar?
O preço das autoescolas com certeza é um fator que desencoraja as pessoas, mesmo aquelas que sonham muito em ter seu pedacinho de liberdade. Dinheiro não da em arvore, mas infelizmente é bom você estar ciente dos seus gastos em uma autoescola, por que, esse é o único caminho para poder dirigir por ai tranquilo, veja a seguir os preços aproximados, vale lembrar também que a cada ano o preço vai subir algumas centenas de Reais devido aos impostos:


* Os valores aqui citados são aproximados aos valores reais, os mesmo variam dependendo da região, e órgãos responsáveis.

Começando: Após ter pagado o valor exorbitante de entrada da categoria A (Moto), B( Carro) ou A/B (Ambos)…

Como se livrar de um manipulador.

Relações tóxicas: Você pode estar em uma agora e nem se quer sabe disso, mas não se preocupe, vamos te explicar o que elas são, quem as domina e como lidar ou se livrar disso:
Relacionamento tóxico: Um relacionamento tóxico é uma relação de qualquer espécie aonde o tratamento e unilateral, ou seja, ele parte somente de um dos envolvidos. Pessoas que promovem relacionamentos tóxicos são conhecidos como manipuladores perversos, pessoas que sofrem desse transtorno patológico apresentam comportamento dominador, mentiras patológicas, raiva compulsiva e necessidade de estar no centro do relacionamento.

A convivência com essas pessoas gera uma relação tóxica, aonde o parceiro vai lentamente envenenando e isolando o outro com comentários e atitudes malignas a fim de sugar as energias do mesmo, isto porque, um manipulador é um vampiro emocional incapaz de produzir bons sentimentos, por isso, ele deve deixar seu parceiro no mesmo nível de miséria que ele se encontra.
Os relacionamentos tóxicos podem…